Pular para o conteúdo principal

Postagens

Postagem em destaque

Laços de Amor, livro

Postagens recentes

O sofrimento nos fortalece

Nossa visão limitada dos acontecimentos da vida, às vezes, não nos permite entender os mecanismos divinos na coordenação da Sua obra.
Quando vemos um pequeno ramo verde romper a terra firme e elevar-se na direção do sol, buscando instintivamente a luz, não compreendemos quais são os objetivos divinos para a pequena planta.
Passados alguns dias, voltamos a atenção para o pequeno ramo e nos surpreendemos...
Já não é mais um raminho, está mais forte. Contudo, o vemos agora ser açoitado por rajadas de vento, por chuvas torrenciais ou pelo sol escaldante. A pequena planta se dobra... É jogada de um lado para o outro. Algumas folhas, ainda frágeis, não resistem, desprendem-se do galho e são levadas...
A chuva castiga, o sol maltrata, mas a pequena árvore não sucumbe.
Dentro de alguns anos o tronco estará mais firme, já não se dobrará tanto com os açoites do vento, e as raízes buscaram sustentação no solo generoso.
E nesse fenômeno da natureza os objetivos do Criador se cumprem...
A semente …

Na Mesma Medida

Em uma conhecida passagem evangélica, Jesus afirma que cada um será medido com a medida que aplicar aos outros. Tem-se aí um princípio de justiça, já revelado no comando de amar ao próximo como a si mesmo.
Pelo mandamento do amor, surge o dever de tratar o semelhante como se gostaria de ser tratado, se estivesse em seu lugar. A ideia básica é uma igualdade essencial entre todos os homens. Embora diferentes pelas posições que ocupam na vida em sociedade, nenhum possui essência apartada da dos demais. Evidentemente, há criaturas mais adiantadas, cuja bondade e sabedoria causam admiração. Entretanto, na origem e no fim todos se aproximam. Saídos da mais absoluta simplicidade chegarão à plenitude das virtudes angélicas. Enquanto percorrem a longa jornada, devem se auxiliar mutuamente. A lição cristã cinge-se basicamente à fraternidade. É possível sofisticar o pensamento e encontrar nuanças preciosas nos ensinamentos do Cristo. Mas é preciso cuidado para não esquecer o básico, nessa busca de…

É amando que somos amados.

Olá, bom dia amigas(os), como estão?
Trago uma linda reflexão para o nosso dia. Espero que gostem!
Uma caneta! Hoje estava levando meu pai para fazer  o teste de tipagem sanguínea para a cirurgia dele e algo me chamou a atenção... um simples fato.
Chegamos ao Pronto Socorro, preenchi a ficha e fiquei aguardando e aos poucos fui observando o meu redor, eram semblantes sérios, desanimados, de dor, mas interessante que não só dos pacientes, mas também dos funcionários.
Claro que um hospital é um ambiente que envolve muitas emoções e nem sempre boas, mas fiquei pensando que poderia ser diferente, que poderia haver algo que pudesse tornar o ambiente mais agradável.

Afinal, somos nós que estabelecemos a sintonia com a espiritualidade, quando nos empenhamos em bons sentimentos/pensamentos certamente a ligação com os amigos espirituais se torna mais sólida, agora quando nos apegamos a sensações negativas fica tudo muito mais complicado.
Sim, existem situações que nos entristecem, problemas que parec…

O nó do Afeto

Numa reunião de pais, numa escola da periferia, a diretora incentivava o apoio que os pais deveriam dar a seus filhos.

Ela insistia que eles deveriam dar um jeito e, mesmo todos trabalhando fora, deveriam encontrar uma forma de se fazer presente. Ela ficou muito surpresa quando um pai se levantou e contou, no seu jeito humilde, que ele não tinha tempo de ver o filho durante a semana pois quando saía para trabalhar, muito cedo, a criança estava dormindo.
Quando voltava era tarde e a criança já estava na cama.
Se ele não fizesse isso não teria como sustentar a família.
Mas, ele tentava se redimir indo beijar o filho todas as noites quando chegava em casa e, para que o filho tivesse certeza da sua presença, dava um nó na ponta do lençol.
Isso acontecia religiosamente todas as noites!
Quando o menino acordava sabia, através do nó, que o pai tinha estado ali para beijá-lo.
O nó era o elo de comunicação entre o pai e o menino.
Mais surpresa ficou a diretora quando constatou que o menino er…

Amor a dois

Numa época, qual a que vivemos, em que o número de separações, divórcios e desvinculações afetivas supera o número dos casamentos, falar a respeito do verdadeiro amor parece ser quase uma loucura.

Mas, possivelmente, por termos esquecido o que ele seja e como deva ser trabalhado, é que as estatísticas se apresentem tão tristes. Por isso, é bom termos em mente que o amor a dois começa quase sempre numa troca de olhares, em que a tônica mais forte é o brilho intenso, demonstrando a chama interna que aguardou, desde muito, aquele momento.
O amor começa quando se encontra alguém e esse alguém quase nos faz parar o coração por alguns segundos, para depois desandar num ritmo tão acelerado, que nos recorda o tropel de corcéis selvagens em extensa campina.
Os olhos se enchem de lágrimas à simples visão do outro e, tudo que se refere a ele parece ter um toque de magia.
Quando o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar junto chegar a apertar o seu coração…

Ainda existe pessoas integras

Uma questão de integridade
Certa vez, uma revista internacional publicou um artigo a respeito de um jogador de Squash, chamado Reuben Gonzales.
Em um torneio profissional em que, pela primeira vez, tentava a vitória e estava invicto, ao final do jogo, ele fez uma jogada decisiva. O juiz da partida deu o ponto, aceitando a jogada, afirmando que fora correta.
Gonzales hesitou alguns instantes. Depois, virou-se, cumprimentou o seu adversário e declarou que sua jogada não era válida.
Antes de bater na parede, disse ele, a bola tinha quicado no chão da quadra.
A sua honestidade lhe valeu, como resultado, a perda da partida. Quando deixou a quadra, todos se mostravam surpreendidos com sua atitude.
No número seguinte da mesma revista, o jogador foi matéria de capa. A grande indagação, para a qual ninguém achava uma resposta plausível, era:
Por que ele tivera aquela atitude, não aceitando o ponto ganho?
Como entender uma atitude como aquela em um jogo decisivo, em uma disputa esportiva?
Como um jogador…

Estatísticas