14/01/2012

MEDO


Medo,  normalmente, é  conseqüência de  pensamentos de  impotência  diante do  mundo. Atribuímos uma  força e  um  poder  imensos a uma  situação e  por  isso  nos sentimos  pequenos e impotentes.  Quanto  mais pensamos dessa  forma,  mais  perigoso se  torna  esse  monstro  imaginário aos  nossos  olhos! Ao  nos sentirmos  fracos e impotentes dessa  forma,  tudo pode  nos  causar  medo  pois achamos  que  qualquer  coisa terá  mais  poder  que  nós!
     Como o  medo é  um  sentimento  que pode  ser  bastante  irracional, pode  não  adiantar  nada  tentar  apenas  raciocinar  sobre a  própria  condição,  pois  por  vezes a  pessoa  que se sente impotente, reconhece  que  seus  medos  são  absurdos,  sem  fundamento  lógico,  porém  isso  não  lhes serve de  alívio  quando  diante do  sentimento. 
       Então, o  que funcionaria? 
      O  que funciona  não é  apenas  raciocinar,  pensar a  respeito dos  medos e do  poder  que estamos atribuindo à  situação e  sim,  fazer  exatamente o  contrário:  Sentir,  perceber e  raciocinar a  respeito do  nosso  poder! 
      É o  poder  pessoal  que deve  ser o  foco de  sua  atenção, e  não o  medo! 
      Se  pensar a  respeito do  medo,  ele estará  lá  em  sua  mente!  Mesmo  que diga: "Isso  não tem o  poder  que estou dando!"-  você estará tentando  diminuir  mentalmente o  poder  que atribuiu à  situação e pode  ser  em  vão,  caso continue  sem  ver o  SEU  poder!
       Quando digo  poder  pessoal, digo  que  você  só poderá encontrá-lo  dentro de  si,  quando  começar a  retirar  sua  atenção e  pensamentos do  externo, do  mundo, do "monstro", e  passar a  colocar  sua  atenção  em  si, no  seu  poder de  escolha,  em  seu  eu  interno  que é  quem tem a  luz e o  poder de  clarear  sua  visão, mostrando a  você  que  nada,  nada pode  fazer  qualquer  mal  real, a  menos  que  você  mesmo permita  que  isso aconteça. 

Você é  quem permite  que  esse "monstro" tenha essa  forma,  pois se  vê  como uma  pequena formiguinha.  Você é  quem  cria o mostro e a formiguinha!  Ambos  são  projeções e  fantasias de  sua  mente! 
       Pare de  escolher  ser uma formiguinha!
        Escolha  ser  um  ser  divino e  poderoso  em  amor e  proteção!
       O  caminho  até  sua  força e  real  condição de  poder  precisa  ser dirigido ao  eu  interior! 
      Sei  que essas  palavras nesse  momento, podem  te  parecer  quase  incompreensíveis,  pois  você  ainda  não conhece propriamente  onde  começa  esse  caminho ao  eu  interior,  pois  ainda teme o  externo, o  mundo, o  monstro.
      Por  isso,  antes de  mais  nada, procure  agora, nesse  momento,  DECIDIR  que  quer e vai  encontrar essa  força  que está  em  seu  eu  interior!
      Repita  isso diversas  vezes ao  dia,  pois os  pensamentos  negativos precisam  ser combatidos,  para  que  você possa  ter  espaço  para  contatar  seu  eu  interno. 
      Repita  sempre: ESTOU  EM  CONTATO  COM  MINHA  FORÇA  INTERIOR! Repita  isso  quando  algum  pensamento  negativo de  medo e  impotência  entrar  em  sua  mente, e  mesmo  que no  início,  você duvide  que possa  achar essa  força, insista e diga: "Essa  força está  em  meu  coração e se nesse  momento  não a enxergo,  ela  me guiará e  me protegerá de  qualquer  forma e  quando  ela  atuar,  eu a reconhecerei  imediatamente!"
      Lembre-se de  que o  problema  não está no  tamanho do  monstro  que  você criou,  mas no  tamanho da formiguinha  que  você  pensa  ser!
       Não olhe  para o  monstro, transforme a formiguinha!
      Faça  isso  por  si!  Você merece e vai  conseguir  mudar e  ficar  em  paz! 

 Fique  em  paz e  em  harmonia, na  força e  proteção de  seu verdadeiro eu!
 Com muito carinho, 

 Vera Calvet


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário e sugestões é sempre bem vindo. Fique na Paz !!!